Simples passo a passo para identificar estresse em videiras

Na maioria das vezes, se você não trabalha com agricultura, provavelmente você não se preocupa como será o clima na semana. Os produtores e profissionais que trabalham com agricultura não observam o clima. Eles o vivem. O clima é o ingrediente mais importante na qualidade e quantidade de seu produto.

De fato, o sol, o vento e a chuva são os principais insumos para uma indústria que foi responsável por 23,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2017, a maior participação em 13 anos.

Fatores que causam foto-oxidação das folhas em videiras (estresse)

Em muitas regiões climáticas semiáridas e áridas, onde a uva é amplamente cultivada em escala comercial, estresses abióticos, como salinidade do solo, altas temperaturas, radiação ultravioleta (UV) e escassez de água são os principais fatores que contribuem para a foto-oxidação das folhas de videiras (estresse).

Continue lendo “Simples passo a passo para identificar estresse em videiras”

Como identificar podridões em uva de mesa na pré-colheita de forma simples

Se você é um produtor de uva de mesa, agrônomo ou trabalha com viticultura, você sabe o quanto podridões em uvas de mesa, na pré ou pós-colheita, pode causar grandes perda financeira para os produtores, bem como o para o supermercados ou redes atacadistas. No Brasil e em muitos outros países, fungos como Botrytis, Rhizopus, Aspergillus e Penicillium, bem como bactérias e leveduras são os principais responsáveis ​​por incidência de podridões na pré-colheita. Na pós-colheita, a podridão é causada principalmente pelo fungo Botrytis cinerea,  no entanto, existe outros fungos e bactérias que também causam podridões na fruta. A ação desses microrganismos depende da qualidade da fruta no campo, da forma que a fruta embalada e das condições de armazenamento.

Continue lendo “Como identificar podridões em uva de mesa na pré-colheita de forma simples”

Drones na viticultura: a revolução do sistema produtivo

Drones na viticultura é realidade e muito favoravél

Drones na viticultura está se tornando cada vez mais realidade do que esperávamos. Desde muito cedo aprendemos no sítio da nossa família ou na fazenda de amigos que agricultura é uma indústria no qual a principal força utilizada é a braçal. Até os que vão mais adiante na agricultura se depara com um sistema produtivo no qual o monitoramento de pragas e doenças, ou monitoramento do vigor e/ou as condições de solo são realizados “in loco”, olhando planta-a-planta ou monitorando uma amostra da área.

Em um sistema de grande escala, ainda que o produtor ou profissional tenha muita experiência nesse tipo de monitoramento, os mesmos tem dificuldades de identificar defiência de alguns nutrientes ou queda da fotossíntese da planta. Neste cenário de muitos questionamentos e advinhacões dos problemas do campo, surge uma nova e precisa alternativa de monitoramento: o drone.

Continue lendo “Drones na viticultura: a revolução do sistema produtivo”

Startups do setor agrícola recebem incentivos de grandes empresas e investidores

smart_farming_technology_storms_silicon_valley
Foto: David Hunt Fonte: http://one.alltech.com/sessions/digital-farm

Comparando com medicina, onde pequenas empresas muitas vezes lidera em transformar a ciência de ponta para novos medicamentos, a agricultura nunca teve muita atividade realizada por startups. A biotecnologia agrícola, por exemplo, tem sido dominado por seis grandes empresas de sementes e químicos, incluindo Monsanto e DuPont.

Continue lendo “Startups do setor agrícola recebem incentivos de grandes empresas e investidores”